Sexo grupal em Fernando de Noronha; pedreiro é acusado de roubar R$ 2 mil durante o ato

Um pedreiro foi preso em flagrante após um turista denunciar à Polícia Civil de Fernando de Noronha que teve R$ 2 mil roubados enquanto fazia sexo com outros quatro homens, na madrugada do domingo (11).

Segundo o turista, um médico de São Paulo, ele retornava para pousada onde está hospedado, por volta das 3h, quando encontrou quatro trabalhadores de uma obra. “Nas proximidades da BR-363, o turista se deparou com quatro homens, e um deles questionou se o visitante teria interesse em sexo. O turista respondeu e indagou se o ato poderia ser com os quatro trabalhadores, e os homens aceitaram a proposta”, afirmou a comissária responsável pelo caso, Eva Moura.

Ainda segundo a comissária, os cinco homens foram para um terreno baldio, nas proximidades de uma creche para consumar o ato, então, o visitante deixou a roupa e a pochete de lado. Um desses homens pegou a pochete e saiu, no momento em que o turista estava com os outros três homens”, contou a comissária. O turista , ao perceber que a pochete não estava no local, viu que um dos homens havia levado o objeto. O visitante saiu em perseguição, e o acusado jogou a pochete fora. Os outros três trabalhadores ajudaram o turista a recolher os pertences, e este percebeu que o dinheiro não estava na pochete. “O turista afirmou que tinha cerca de R$ 2 mil na bolsa.

O visitante fotografou o acusado e, a partir dessa imagem, a policia identificou o suspeito, que se tratava de um um pedreiro que trabalha na obra de uma pousada. O acusado confirmou a denúncia de furto, devolveu R$ 1 mil e foi preso”, declarou a comissária.

Caso a Justiça determine que ele permaneça preso, o homem será transferido para o continente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui