Psicóloga mata as filhas de 7 anos a tiros e comete suicídio

Uma mulher identificada como Michele Deegan, de 55 anos, assassinou a tiros as duas filhas gêmeas, de 7 anos, enquanto elas dormiam. Em seguida cometeu suicídio. O caso aconteceu em Washington, nos Estados Unidos.

Michele era psicóloga e, estava em meio a uma briga judicial com o ex-marido por causa da guarda das crianças. Antes disso, ela já havia prestado queixa contra o ex-companheiro por violência doméstica.

A polícia acredita que o motivo que findou na morte das crianças foi a briga pela guarda.

A psicóloga trabalhava como terapeuta e dava dicas de como lidar com os problemas, comportamentos e atitudes saudáveis, em um site profissional.

No mesmo dia em que cometeu o crime, Deegan havia compartilhado publicações sobre parentalidade e como a convivência com pessoas narcisistas pode levar ao suicídio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui