‘Não existe racismo no Brasil’, afirma Mourão após comentar morte de homem negro em supermercado

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, falou nesta sexta-feira (20),  sobre a morte de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, que foi espancado até a morte por um segurança e um policial militar em uma unidade do supermercado Carrefour, em Porto Alegre. O caso gerou revolta, e debate sobre racismo. No entanto Mourão disse que o ocorrido não pode ser classificado como um episódio de racismo, “Não existe racismo no Brasil”, afirmou.

Inicialmente, Mourão afirmou que a equipe de segurança do local estava “totalmente despreparada”.

Lamentável. A princípio, a segurança (estava) totalmente despreparada para a atividade que tem que fazer“, disse o vice-presidente.

Após ser questionado se via racismo no caso, ele respondeu que isso é algo que tentam “importar” para o Brasil: “Para mim, no Brasil não existe racismo. Isso é uma coisa que querem importar aqui para o Brasil, não existe aqui“, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui