Honda anuncia saída da Fórmula 1 após temporada 2021

A Fórmula 1 amanheceu com uma notícia para lá de surpreendente na manhã desta sexta-feira (2): a Honda anunciou que vai deixar o Mundial após a temporada 2021. De acordo com a montadora japonesa, a saída se dá para voltar as atenções a tecnologias mais sustentáveis e amistosas ao meio-ambiente na indústria automotiva.

 A decisão foi tomada no final de setembro e a empresa não pretende retornar à F1, disse o presidente-executivo Takahiro Hachigo em entrevista coletiva online.

 “Isso não é resultado da pandemia do novo coronavírus, mas por causa de nossa meta de longo prazo de eliminação de carbono”, disse ele.

Em essência, a Honda justificou sua decisão de interromper seu programa de F1 não por motivos econômicos, mas para concentrar seus recursos no desenvolvimento de formas alternativas de energia e, especificamente, em uma mudança para a neutralidade de carbono até 2050.

 A Honda, que voltou à F1 em 2015 em parceria com a equipe Red Bull Racing, disse que vai desviar os recursos que usou para construir motores de F1 para acelerar o desenvolvimento de tecnologias de emissão zero, como células de combustível e baterias.

 “Entendemos como foi difícil para a Honda Motor Company chegar a uma decisão. Entendemos e respeitamos o raciocínio por trás disso”, afirmou o chefe de equipe da Red Bull, Christian Horner, em um comunicado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui