Energia elétrica no Amapá é restabelecida e rodízio suspenso, após 21 dias de apagão

Na madrugada desta terça-feira (24), a empresa privada concessionária do serviço público, Linhas de Macapá Transmissora de Energia (LMTE), conseguiu colocar em funcionamento, um segundo transformador, permitindo o restabelecimento do fornecimento de luz para as 13 das 16 cidades do estado do Amapá.

“O sistema elétrico do Amapá conta, atualmente, com o suprimento a partir de dois transformadores na subestação (que conecta o estado ao Sistema Interligado Nacional), da geração da usina hidrelétrica Coaracy Nunes e da geração térmica local instalada nesta semana”, assinala a pasta, também em nota.

As cidades ficaram 21 dias sem energia elétrica, afetando o fornecimento de água e as telecomunicações, além de provocar vários prejuízos a comerciantes que não conseguiam manter alimentos refrigerados.

Durante esse período, cerca de 120 protestos foram registrado no estado.

Com a restauração da carga de energia de que o sistema necessita para funcionar plenamente, a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), anunciou o encerramento do rodízio imposto pelo incêndio na subestação pertencente a LMTE.

“A normalização do serviço ocorreu após a entrada em funcionamento do segundo transformador, esta madrugada”, informa a CEA, em nota. “Com isto, o fornecimento foi garantido em 100% para atender os 13 municípios que foram afetados com o acidente na subestação de Macapá, no dia 3 de novembro […] e o rodízio do fornecimento de energia foi oficialmente encerrado”, acrescenta a companhia.

De acordo com o Ministério de Minas e Energia, outras medidas conjuntas já estão sendo adotadas pelas diversas organizações do setor para “aumentar a confiabilidade” do fornecimento de energia elétrica para a população. Além disso, as razões do incêndio do dia 3, bem como de um segundo blecaute, registrado no último dia 17, estão sendo apuradas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui