Del. Costa e Silva, vice de Coronel Menezes, contraria protocolo de distanciamento e cai na farra

O candidato a vice-prefeito de Manaus na chapa do Coronel Menezes (Patriota), Delegado Costa e Silva, contraria o protocolo da Justiça Eleitoral em meio à pandemia do novo coronavírus. Costa e Silva é visto participando de festas e aglomerações na capital amazonense.

O Delegado da Policia Civil foi oficializado no dia 16/9, durante a convenção do Patriota, na mesma ocasião em que Coronel Menezes foi confirmado como candidato à Prefeitura de Manaus.

Segundo membros do partido, a escolha de Costa e Silva seria para melhorar a segurança pública, no entanto, o candidato não parece ser a pessoas mais indicada para isso.

Del. Costa e Silva já foi envolvido em polêmicas, como o que ocorreu em 2017, quando foi investigado por pegar nas partes íntimas de uma mulher casada, em uma casa de show em Manaus e, posteriormente, agredir e intimidar o casal que o denunciou.

Recentemente o delegado se envolveu em mais uma polêmica, Costa e Silva foi visto desrespeitando às regras de distanciamento social, participando de aglomerações em festas, e sem o uso de máscaras, medidas tomadas para evitar a propagação do coronavírus.

A ressalva é para as pessoas que não cumprirem as medidas de distanciamento determinadas pelo Poder Público para prevenir e conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19), elas deverão ser disciplinadas conforme a legislação. E isso também se aplica a candidatos, que devem conhecer as regras e respeitá-las.

“O candidato tem que se preocupar em não violar as normas, porque tem consequências, pode levá-lo a se tornar inelegível”, alerta representantes do Tribunal Superior Eleitoral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui