Condenados pela justiça que seguem recebendo dinheiro público

O político saí do governo, mas o dinheiro público não sai do político. O motivo: o infame Fundo Partidário, que permite que corruptos condenados continuem “contribuindo” com as suas legendas e, portanto, recebendo compensações oriundas dos impostos que todos nós pagamos.

Entre os notórios criminosos estão o ex-presidente e ex-presidiário Luis Inácio Lula da Silva e o “bolsonarista” Roberto Jefferson, que é presidente nacional do PTB e foi condenado no escândalo do mensalão.

Outros beneficiários do Fundo Partidário são “João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT condenado na Lava Jato; e Itamar Guerreiro, ex-subsecretário de Infraestrutura da Secretaria de Saúde do Rio no governo Rosinha Matheus”, informou a Gazeta do Povo.

Cabe ressaltar que as remunerações dos criminosos são de dar inveja em qualquer ficha limpa:

Faltam palavras para classificar a injustiça brasileira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui