Bolsonaro fez doação eleitoral irregular de R$ 10 mil em dinheiro vivo ao filho Carlos

Jair Bolsonaro fez uma doação eleitoral irregular à campanha de seu filho Carlos Bolsonaro, candidato à reeleição à Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

Uma resolução do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) proíbe doações em espécie acima de R$ 1.064,10. O presidente depositou R$ 10 mil em dinheiro vivo a Carlos, informou o TCE ,na última 6ª feira (2.out.2020).

Carlos Bolsonaro tenta a reeleição a vereador da capital fluminense. A candidatura ainda não foi homologada.

O Tribunal Superior Eleitoral determina que “todas as doações de valor igual ou superior a R$ 1.064,10 somente poderão ser realizadas mediante transferência eletrônica entre as contas do doador e do candidato, ou ainda por meio de cheque cruzado e nominal”. 

Pelo Twitter, Carlos Bolsonaro explicou a situação. Segundo ele, houve 1 erro na hora de registrar a doação no sistema da Justiça Eleitoral. Ele afirmou que tudo será resolvido em breve.

Carlos ainda não apresentou as despesas de campanha ao TSE. Além da doação de seu pai, o vereador transferiu R$ 10 mil de sua própria conta para a campanha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui